Escore de condição corporal (ECC): Resultados de forma prática, simples e barata

Juliana Carrizo.

vaca pastejandoVacas leiteiras passam por diferentes alterações corporais durante os ciclos reprodutivos e produtivos, e com elas estão acompanhadas as diferentes exigências nutricionais com o decorrer do ano, o que normaliza as perdas ou ganho de peso. Porém, a diminuição ou o aumento excessivo de peso influencia diretamente na potencialidade reprodutiva e produtiva destes animais, cabendo ao produtor, portanto, controlar estas variações para evitar maiores prejuízos dentro do seu negócio. Visando evitar perdas, uma excelente alternativa é a avaliação do Escore de Condição Corporal (ECC), que ao contrário de avaliar apenas o peso, é uma alternativa eficaz e segura de mensurar o estado nutricional do animal, Continuar lendo…


Fazendas flutuantes produtoras de leite: Em 2017 já será uma realidade para o mundo

Juliana Carrizo.

fazenda-01Já em 1766 Thomas Malthus disse que a população mundial cresce em progressão geométrica (PG), e a oferta de alimentos cresce em progressão aritmética (PA), o que explicaria para a época a existência da fome, pobreza e miséria no mundo. Atualmente, sabe-se que existem terras suficientes para o plantio de alimentos, mas com o crescente uso da terra para o monocultivo, silvicultura e criação de animais, a oferta de alimentos torna-se menor.

Pensando nisto, a empresa de arquitetura Forward Thinking Architecture trouxe uma solução eficaz e inovadora para este problema: A Fazenda Flutuante (em inglês Floating Farms). O projeto propõe a construção de uma estrutura na água Continuar lendo…


Impacto da oferta de leite sobre o preço pago aos produtores

Gardiego Luiz.

MilkNo último dia 1º de junho comemoramos o dia mundial do leite, e esse é um momento de reflexão sobre o que vem ocorrendo com o preço pago ao produtor no campo. O que está acontecendo?

Com a queda na oferta de leite no mercado nacional, é observado o aumento consecutivo no preço pago por litro aos produtores nos últimos meses e a tendência é só aumentar.

Segundo dados da Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada) da USP, em maio deste ano a alta no preço pago por litro de leite chegou ao patamar de 14,3%, maior que o mesmo período do ano passado, no preço médio pago livre de frete e impostos chegou a R$ 1,1571/litro. Já o preço bruto médio foi de 1, 2654/litro, um aumento de 15% em relação ao mesmo período em 2015. Continuar lendo…-