Importância da cloração de água nas propriedades rurais

Nas propriedades rurais é comum o uso de água oriunda de diversas fontes e sem tratamento  adequado. As águas superficiais, tais como córregos, açudes e ribeirões, e ainda nascentes ou minas, são mais fácies de serem utilizadas, porém são mais susceptíveis a contaminações externas. A utilização de água proveniente de lençóis subterrâneos como poços profundos, tem-se expandido no país, e apesar da menor interferência de fontes poluidoras ambientais, tem pouca capacidade de suportar ampliação nos volumes de captação e a real necessidade de fornecimento para o rebanho durante todo o ano.

A desinfecção da água representa um grande desafio para o produtor, o qual se tem menor acesso às medidas de saneamento, aliado ao impacto Continuar lendo…


Tratamento e manejo de dejetos bovinos

Um dos maiores problemas em sistemas de manejo intensivo de bovinos é a quantidade de dejetos produzidos diariamente, sendo um grande desafio a disposição dos resíduos das instalações animais envolvendo aspectos técnicos, sanitários e econômicos. A quantidade total de efluentes orgânicos produzida em confinamentos de vacas leiteiras varia de 9,0 a 12,0% do peso vivo do rebanho por dia, e depende, também, do volume de água utilizado na limpeza e desinfecção das instalações e equipamentos da unidade de produção (CAMPOS et. al., 2002). No que se refere às características qualitativas da água residuária da bovinocultura de leite, pode-se afirmar que a água é rica em material orgânico, sólidos totais e nutrientes, tais como o nitrogênio e o potássio (ERTHAL et. al., 2010). Neste contexto, destacam–se alguns trabalhos que apresentam técnicas de tratamento de fácil operação e de baixo custo as quais são recomendadas para o meio rural,  os quais citam as lagoas de estabilização, biodigestores, reatores UASB, wetlands construídos e também disposição no solo como opções para tratamento de efluentes de agroindústrias.

Continuar lendo…


Captação de água nas propriedades rurais

A água é um dos recursos de maior importância de nossas vidas, e para a atividade leiteira não poderia ser diferente. Sabe-se que na composição do leite cerca de 87% seja água, necessitando o gado leiteiro então de água em volume abundante e que esta seja de ótima qualidade.  O consumo de água por uma vaca pode variar entre 40 e 120 litros/dia, levando em conta seu tamanho corporal, sua produção, o clima, nutrição, ingestão de sal, a raça entre outros. O fornecimento e a disponibilidade de água de é portanto de extrema importância e se demonstra como um desafio na maioria das propriedades do Brasil. Isso requer inúmeros cuidados quanto às formas de captação, condução, armazenamento, tratamento e distribuição.

Mananciais

Os mananciais de abastecimento compreendem Continuar lendo…