5 passos para a produtividade do Milho

1 – Época de plantio
Importância:
O plantio de milho na época correta não interfere no custo de produção, mas pode afetar o rendimento e o lucro do agricultor.

Consequências:
A produtividade geralmente é mais alta quando as condições do clima permitem o plantio em setembro-outubro. Na região Sul, devido à ocorrência de chuvas praticamente o ano todo, a amplitude da época de plantio é muito maior, indo de agosto a dezembro, dependendo do sistema de exploração da propriedade, que geralmente envolve a sucessão de culturas. Depois da época de recomendação, há uma redução no ciclo da cultura e queda no rendimento por área. O atraso do plantio pode diminuir o rendimento em até 30 kg de milho por hectare/dia.

Continuar lendo…


Tratamento e manejo de dejetos bovinos

Um dos maiores problemas em sistemas de manejo intensivo de bovinos é a quantidade de dejetos produzidos diariamente, sendo um grande desafio a disposição dos resíduos das instalações animais envolvendo aspectos técnicos, sanitários e econômicos. A quantidade total de efluentes orgânicos produzida em confinamentos de vacas leiteiras varia de 9,0 a 12,0% do peso vivo do rebanho por dia, e depende, também, do volume de água utilizado na limpeza e desinfecção das instalações e equipamentos da unidade de produção (CAMPOS et. al., 2002). No que se refere às características qualitativas da água residuária da bovinocultura de leite, pode-se afirmar que a água é rica em material orgânico, sólidos totais e nutrientes, tais como o nitrogênio e o potássio (ERTHAL et. al., 2010). Neste contexto, destacam–se alguns trabalhos que apresentam técnicas de tratamento de fácil operação e de baixo custo as quais são recomendadas para o meio rural,  os quais citam as lagoas de estabilização, biodigestores, reatores UASB, wetlands construídos e também disposição no solo como opções para tratamento de efluentes de agroindústrias.

Continuar lendo…


Leite orgânico: Novos tempos, novas demandas

O leite que é produzido dentro dos padrões higiênicos de vacas sadias é processado, transportado e armazenado de maneira correta, tendo uma qualidade físico-química e biológica que lhe confere uma maior durabilidade e consequentemente proporciona ao consumidor um produto de segurança. Além disto, se for produzido organicamente, terá a garantia de ser livre de resíduos de antibióticos, hormônios, inseticidas, produtos de limpeza, metais pesados e pesticidas em geral. O Leite Orgânico é um produto certificado e acompanhado da origem ao mercado, dando a este a credibilidade necessária para que o consumidor tenha a certeza de realmente estar adquirindo um leite saudável.

Continuar lendo…



Papelão na carne, mito ou verdade?

A história de que algumas empresas misturam tiras de papelão em embutidos e em outras carnes, tem tomado conta das redes sociais desde a sexta dia 17, quando foi divulgada a operação Carne Fraca, da Policia Federal. Foi apresentado que, durante os dois anos de investigação, foram encontradas diversas evidencias de pagamento de propinas, visando burlar a fiscalização em frigoríficos, e dentre todas as irregularidades, estaria listada a mistura de papelão na carne e a utilização de ácido ascórbico para maquiar produtos estragados.

Continuar lendo…


A mulher e seu papel cada vez mais atuante na agropecuária

A mulher vem conquistando cada vez mais seu espaço na sociedade contemporânea, com muita competência, foco e determinação. Representa quase metade da mão de obra hoje no país, contribuindo para geração de riquezas e tem papel fundamental na formação e manutenção do esteio familiar.

A presença da mulher na agricultura e na pecuária não seria diferente, e tem se destacando eficientemente a cada ano, com o reconhecimento da importância do gênero feminino na dinâmica das áreas rurais no Brasil e no mundo. Hoje, ambos os sexos desempenham funções semelhantes no campo.

Continuar lendo…


LEITE/CEPEA: Baixa oferta de leite sobe o preço pago aos produtores

Com a captação de leite em queda, o preço recebido por litro subiu quase 5% neste início de março, a maior variação desde maio/2014. A média nacional do litro fechou em 1,0456, um aumento de aproximadamente 5 centavos em relação a fevereiro deste ano, segundo dados da Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da Esalq/USP.

Já nos meses de Janeiro e fevereiro, houveram quedas na captação de leite. Os valores de decrescimo são de aproximadamente 5%, o que culminou um aumento de 2,7 centavos/litro pago ao produtor, quase 3% em relação a janeiro deste ano e de 17% em relação a fevereiro de 2016.

Continuar lendo…



Medidas protecionistas dos EUA e sua influência para o Agronegócio Brasileiro

Juliana Carrizo

Não faz um mês da posse do presidente dos Estados Unidos Donald Trump, o mundo tem acompanhado de perto toda polêmica a respeito das suas medidas protecionistas, que tem influência direta no setor agropecuário. Três dias após assumir, assinou um decreto retirando os EUA da Parceria Transpacífico (TPP, na sigla em inglês), acordo assinado em 2015 após anos de negociações com objetivo de reduzir tarifas de importação entre os países membros e, com isso, aumentar o fluxo de bens e serviços.

Continuar lendo…


Milho para Silagem: Qual o ponto certo para colheita?

Juliana Carrizo

Estamos chegando ao mês de fevereiro, e em diversas regiões do país, muitos produtores iniciam o processo de colheita para a produção de ensilagem. Mas, a pergunta que devemos fazer é: Qual
o ponto de colheita ideal? Saber esta resposta tem relação direta no bolso do produtor e na qualidade da silagem que será produzida.

A planta cresce acumulando massa verde, e tem seu grande momento na formação da espiga. Durante o enchimento do grão, principalmente com amido, que será a fase mais rica em energia para a produção de silagem de milho. Muitos produtores optam por esperar a produção de mais grãos, o que não é o ideal, já que teria que esperar o enchimento total da espiga. Continuar lendo…