Por que se preocupar com a brucelose bovina?

Fonte: https://goo.gl/k4RDPa

A brucelose é uma doença infecciosa que afeta principalmente o rebanho bovino, e por se tratar de uma zoonose, também pode ser transmitida aos humanos, é distribuída mundialmente e é responsável por consideráveis perdas econômicas dentro do rebanho bovino. Dentre as mais variadas cepas encontradas, a de maior importância para o rebanho bovino é a  Brucella abortus.

Os bovinos podem se infectar por via via oral e a aerógena, uma enorme quantidade da B. abortus é eliminada durante o aborto e partos de animais infectados,  juntamente com a elevada resistência deste patógeno no meio ambiente, torna-se a principal via de contaminação. Outros hábitos, como os de cheirar e lamber o bezerro após o nascimento auxiliam na transmissão da bactéria. A transmissão através do coito é pequena, pois a vagina representa uma barreira que dificulta a infecção. Já a transmissão pela inseminação artificial é grande, pois o sêmen contaminado é depositado diretamente no útero da vaca, não havendo a barreira (vagina).

Quando a contaminação se dá por contato direto com fetos abortados, restos placentários e descarga uterina há a penetração da bactéria pela mucosa: nasofaringe, conjuntival ou genital e pele íntegra. Após esta penetração, o agente cai na corrente sanguínea sendo transportado para diversos tecidos e órgãos do corpo do animal, multiplicando-se.

Continuar lendo…


Vacas tornam-se ajudantes dos cientistas no desenvolvimento da imunização contra HIV!

Os anticorpos gerados por vacas foram capazes de neutralizar mais de 100 subtipos diferentes do HIV.

A equipe de Dennis Burton, do Instituto de Pesquisa Scripps la Jolla (Califórnia), conseguiu gerar anticorpos amplamente neutralizantes contra o HIV, depois imunizar repetidamente vacas com uma molécula semelhante a uma proteína encontrada na capa do vírus. Estes tipos de anticorpos são capazes de bloquear muitos diferentes subtipos de HIV, uma propriedade fundamental para prevenir a infecção.  Continuar lendo…


Febre Aftosa: Não perca o prazo!

Com a meta de imunizar em um mês 198 milhões de animais, inicia-se nesse mês de Maio mais uma campanha de vacinação contra a Febre Aftosa. Confira os principais cuidados com a vacinação!

 

 Teve início no dia 1º de maio a vacinação contra a febre aftosa em 22 estados e no Distrito Federal. A meta do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) é imunizar 198 milhões de bovinos e bubalinos durante todo o mês de maio. O número representa mais de 90% do rebanho do país, de 217,5 milhões de cabeças.

Continuar lendo…