Cerca de 70% do custo com a alimentação das bezerras é proveniente do fornecimento de leite e por este motivo muitos produtores buscam reduzir esse custo fornecendo leite de descarte de animais com alta CCS

A criação de bezerras é um desafio econômico para muitos produtores, visto que os custos são elevados e o retorno só ocorre quando esses animais se tornam vacas e começam a produzir leite. Cerca de 70% do custo com a alimentação das bezerras é proveniente do fornecimento de leite e por este motivo muitos produtores buscam reduzir esse custo fornecendo leite de descarte de animais com alta CCS ou que estejam em tratamento para mastite.

O período de aleitamento dura, em média, 60 dias, com um volume fornecido variando de 4 a 8 litros por bezerra ao dia, dependendo do manejo e dos objetivos da propriedade. Todo esse volume seria vendido para o laticínio caso não houvesse a necessidade de alimentar as bezerras, o que contribui para aumentar o custo de produção.

O uso de leite de descarte proveniente de vacas com alta CCS ou em tratamento para mastite é uma prática muito utilizada pelos produtores para reduzir os custos, pois este leite não pode ser vendido, sendo um prejuízo para o produtor. O problema é que fornecer este tipo de leite para as bezerras pode ser tornar um prejuízo ainda maior para o produtor.

Bezerra sendo aleitada com mamadeira

 Riscos para as bezerras

Apesar de ser uma prática comum e utilizada há bastante tempo, fica o questionamento: se é um leite de descarte, não adequado ao consumo humano, será que é apropriado fornecê-lo às bezerras?

Leite com alta CCS é um leite proveniente de vacas que estão com mastite, que é uma inflamação da glândula mamária. Além de elevar a contagem de células somáticas a mastite também altera toda a composição do leite, causando variação nos teores de gordura, proteína, lactose e minerais, e muitas vezes apresentam contaminação por patógenos como Staphylococcus aureus, Mycobacterium, Salmonella, Mycoplasma, Escherichia coli, dentre outros.

Sendo assim, além de ser um leite de composição variável e que não irá nutrir adequadamente as bezerras, também é um leite contaminado com patógenos que podem causar inúmeros problemas, como: aumento na incidência de diarreias, doenças respiratórias e causar mastite em novilhas.

As bezerras recém-nascidas são ainda mais sensíveis a estes patógenos, visto que ainda não possuem todo o sistema de absorção intestinal amadurecido, sendo capazes de absorver os microrganismos e as suas toxinas.

Quanto à mastite em novilhas, este é um problema que pode se iniciar no bezerreiro e ser percebido somente após o parto. A transmissão ocorre devido a mamada cruzada entre as bezerras e o patógeno pode ficar latente até o momento da lactação. Uma forma de reduzir o risco de transmissão desses patógenos é realizar a pasteurização desse leite antes de fornecê-lo às bezerras, porém poucas fazendas possuem um pasteurizador.

Além disso, na maioria das vezes, o leite de vacas com mastite apresenta resíduos de antibióticos, o que o torna ainda mais impróprio para as bezerras. Elas podem desenvolver resistência a essas drogas e não responder aos tratamentos no futuro. E mesmo que esse leite seja pasteurizado, o pasteurizador não é capaz de eliminar as moléculas de antibiótico, apenas os microrganismos.

Portanto, o produtor precisa analisar a sua situação e ponderar se fornecer leite com alta CCS para as bezerras é uma maneira de economizar ou se assim aumentará as chances de ter um prejuízo ainda maior.

Ficou curioso e quer aprender mais sobre pecuária?
Leia mais em: https://esteiogestao.com.br/blog/

Use um sistema que te permite acessar as informações a qualquer momento e em qualquer lugar.

Você é produtor e quer gerenciar o seu negócio de forma prática e rápida? Conheça as nossas soluções agropecuárias em: https://esteiogestao.com.br/produtos-e-servicos/

Autor:

Eduarda - Autora do conteúdo Controle estratégico de carrapatos

Eduarda Viana

Zootecnista, criadora do perfil @dicasdazootecnista no Instagram.

Nos acompanhe nas redes sociais e fique por dentro de todas as novidades.

Deixe um Comentário