Conheça algumas estratégias que podem melhorar o desempenho das novilhas leiteiras, de modo a refletir na saúde e na produtividade das futuras vacas

A recria é a fase que se estende do desaleitamento até a primeira cobrição das novilhas, ou seja, até o início da sua vida reprodutiva. Muitas vezes essa fase é negligenciada por parte do produtor, pois durante esse período os animais não proporcionam ganhos financeiros ainda. Porém, é nessa fase que o produtor precisa cuidar melhor dos animais, pois estas novilhas se tornarão vacas e farão parte do rebanho produtivo da fazenda.

Após o desaleitamento as novilhas passam por situações que geram um grande estresse, pois ocorrem mudanças na dieta, no ambiente que elas estavam acostumadas e até na interação com as outras novilhas.  Assim, é preciso cuidado e atenção com esses animais.

É durante a recria que ocorre o crescimento do corpo e o desenvolvimento da glândula mamária, que possui um crescimento alométrico, ou seja, a sua taxa de crescimento é bem maior do que a taxa de crescimento do corpo da novilha. Por este motivo, elas devem receber uma dieta balanceada, pois a exigência de nutrientes para a glândula mamária é grande.

Novilhas leiteiras

Estratégias para uma boa recria

É preciso observar alguns pontos que são fundamentais e que fazem toda a diferença na saúde, desenvolvimento e na vida produtiva futura que as novilhas terão. São eles:

1 – Alimentação

As novilhas precisam ser alimentadas com volumosos de qualidade e concentrado, sem se esquecer do fornecimento de água limpa. Fazer a divisão de lotes ajuda a manter a homogeneidade dos animais e facilita o manejo, evitando competição por parte das novilhas mais dominantes.

É importante ressaltar que as novilhas não devem ser superalimentadas nesta fase, pois estudos já mostraram que um alto ganho de peso, prejudica o desenvolvimento da glândula mamária. Isso causa um acúmulo de gordura no úbere, com menos espaço para crescimento do parênquima e dos dutos, refletindo em uma menor produção de leite na primeira lactação.

2 – Manejo sanitário

Um bom manejo sanitário é necessário para que as novilhas se desenvolvam com saúde e cheguem à lactação com condições de produzirem leite com qualidade e segurança alimentar. Por isso, os animais devem ser vistoriados com frequência, a fim de diagnosticar o mais rapidamente qualquer doença ou anormalidade que esteja acontecendo.

Uma das doenças mais comuns da recria é a tristeza parasitária bovina, cujos vetores são os carrapatos e moscas hematófagas. Outros ectoparasitas muito comuns nesta fase são os bernes e as bicheiras, portanto, deve-se fazer o controle para minimizar a ação destes parasitas e evitar doenças e perda de peso dos animais.

Aliado a esse controle, o produtor não pode esquecer das vacinas. A vacina contra brucelose é obrigatória, e deve ser feita em todas as fêmeas de 3 a 8 meses de idade. Outras vacinas, que não possuem obrigatoriedade da aplicação, também podem contribuir para manter a saúde dos animais, como as vacinas contra carbúnculo, IBR/BVD e raiva. Lembrando que cada fazenda possui as suas particularidades, portanto, o técnico responsável poderá indicar o melhor calendário de vacinação.

3- Reprodução

O início da vida reprodutiva das novilhas está diretamente relacionado com o seu peso corporal, e não somente com a idade. As novilhas são consideradas aptas para a primeira inseminação ou primeira cobertura quando atingem 60% do peso adulto. Ou seja, para raças grandes, como a Holandesa, esse peso será de 350 a 380 quilos, e para raças pequenas, como a Jersey, será de 280 quilos. Desta forma, no momento do parto as novilhas estarão com cerca de 85% do seu peso adulto.

 

Apesar de não gerarem lucro imediato para o produtor, as novilhas são as futuras vacas da fazenda, são animais de reposição, e deverão ser cuidadas e monitoradas para que possam expressar seu potencial produtivo quando se tornarem vacas, gerando retorno econômico para o produtor.

 

Ficou curioso e quer aprender mais sobre pecuária?
Leia mais em: https://esteiogestao.com.br/blog/

Use um sistema que te permite acessar as informações a qualquer momento e em qualquer lugar.

Você é produtor e quer gerenciar o seu negócio de forma prática e rápida? Conheça as nossas soluções agropecuárias em: https://esteiogestao.com.br/produtos-e-servicos/

Autor:

Eduarda - Autora do conteúdo Controle estratégico de carrapatos

Eduarda Viana

Zootecnista, criadora do perfil @dicasdazootecnista no Instagram.

Nos acompanhe nas redes sociais e fique por dentro de todas as novidades.

Deixe um Comentário