Conheça as práticas que devem ser realizadas para obter uma silagem de qualidade

A silagem é uma das formas de alimento conservado mais utilizadas no Brasil, principalmente na pecuária leiteira, onde a silagem de milho é a base da alimentação dos animais em muitas propriedades. E para garantir que a silagem fornecida ao rebanho tenha uma boa qualidade é preciso ter atenção aos processos que envolvem a ensilagem, abrangendo as etapas de colheita, compactação e fechamento do silo.

A princípio, a preocupação principal dos produtores de silagem era com o volume de massa verde produzido, sendo esse o parâmetro de qualidade de alguns anos atrás. Mas com o avanço das pesquisas e com o surgimento de novas tecnologias, a definição de silagem de qualidade mudou, passando a considerar teores de amido e fibra, por exemplo, como pontos importantes na qualidade de uma silagem.

Nesse sentido, as práticas realizadas no processo da ensilagem, que vai da colheita até o fechamento do silo, precisam ser feitas com critério e atenção, para que a fermentação da massa verde ocorra da melhor forma possível e garanta bons resultados.

Forragem picada

Práticas que garantem a qualidade da silagem

Colheita

Saber o momento certo de iniciar a colheita da lavoura é essencial, pois grande parte do resultado da fermentação depende da maturidade fisiológica da planta. O ponto ideal de colheita do milho para silagem é quando a planta apresentar cerca de 32 a 35% de matéria seca se for utilizar colhedoras que não possuem o processador de grãos (cracker), e de 35% a 37% se for utilizar automotriz com cracker.

Além de influenciar na compactação e na fermentação, colher no ponto ideal permite o acúmulo de amido nos grãos, que é altamente desejável na silagem. Se colher com matéria seca baixa haverá pouco amido e muita perda por efluentes no silo. Do contrário, se colher quando a matéria seca estiver alta, dificultará a compactação e a retirada de ar, prejudicando o processo fermentativo.

Um outro ponto importante no momento da colheita é ajustar o tamanho das partículas. É desejável que as partículas de silagem tenham entre 8 e 19 milímetros, para permitir o correto funcionamento do rúmen e evitar baixo consumo por tamanho de partícula muito grande.

Enchimento e compactação

O enchimento do silo deve ser feito de maneira uniforme, juntamente com a compactação. A compactação é a etapa necessária para fazer a retirada de oxigênio da massa verde. Quanto melhor a compactação, melhor será a fermentação, pois o ambiente anaeróbico favorece as bactérias produtoras de ácido lático e, consequentemente, a queda do pH do material ensilado.

Fechamento e vedação do silo

Após a compactação vem a fase do fechamento e vedação do silo. Deve-se utilizar lonas de alta resistência, com boa qualidade, para evitar a entrada de ar do ambiente externo para o interior do silo. É recomendado, após cobrir com a lona, colocar pesos em cima do silo para facilitar a retirada de ar, como pneus, por exemplo.

Após o fechamento, o ideal é aguardar pelo menos 30 dias antes de abrir e utilizar o material.

A produção de silagem de qualidade requer atenção e execução de práticas de manejo muito bem-feitas, para que o processo de fermentação e conservação da forragem seja feito da melhor forma possível.

Ficou curioso e quer aprender mais sobre pecuária?
Leia mais em: https://esteiogestao.com.br/blog/

Use um sistema que te permite acessar as informações a qualquer momento e em qualquer lugar.

Você é produtor e quer gerenciar o seu negócio de forma prática e rápida? Conheça as nossas soluções agropecuárias em: https://esteiogestao.com.br/produtos-e-servicos/

Autor:

Eduarda - Autora do conteúdo Controle estratégico de carrapatos

Eduarda Viana

Zootecnista, criadora do perfil @dicasdazootecnista no Instagram.

Nos acompanhe nas redes sociais e fique por dentro de todas as novidades.

Deixe um Comentário