Uma boa nutrição começa com a qualidade dos alimentos, que devem ser armazenados corretamente na fazenda

Tão importante quanto fornecer uma boa dieta é utilizar alimentos de qualidade e em bom estado e isto está diretamente relacionado com o correto armazenamento deles na fazenda.

Alimentos que são armazenados de forma incorreta trazem prejuízos diretos para o produtor, não somente pelas perdas e desperdício por deterioração, mas também por prejudicar muito o desempenho e saúde dos animais.

Se o local de armazenamento não for bem arejado e houver problemas com umidade e alta temperatura ocorrerá a proliferação de bactérias e de fungos, que produzem as temidas micotoxinas que provocam grandes perdas para o produtor.

As micotoxinas são substâncias produzidas pelos fungos e que são tóxicas para os animais e para os seres humanos. Elas estão presentes em vários alimentos e a contaminação pode ocorrer desde a produção no campo até o armazenamento, seja nas fábricas de ração ou no galpão dentro da propriedade. Alguns dos efeitos das micotoxinas são:

  • Problemas reprodutivos;
  • Queda no consumo de matéria seca;
  • Patologias renais e hepáticas;
  • Problemas nos sistemas circulatório, respiratório e nervoso;
  • Problemas no sistema imune;
  • Reações alérgicas;
  • Risco de morte.

Além dos fungos, um outro problema que pode surgir devido às más condições de armazenamento são as bactérias do gênero Clostridium, produtoras da toxina causadora do botulismo nos bovinos. O botulismo afeta o sistema nervoso, causando a paralisia flácida dos membros e o animal passa a ter dificuldades para se levantar e se alimentar, podendo evoluir para paralisia do sistema cardiorrespiratório, levando o animal ao óbito.

Assim, para evitar esses transtornos, é fundamental que o produtor saiba como armazenar os alimentos utilizados na alimentação animal corretamente.

Silo de armazenamento

Seguem algumas dicas:

  • Cobertura: os alimentos devem ser abrigados dentro de um galpão coberto, ao abrigo do tempo, protegido das chuvas e da exposição solar direta;
  • Ventilação: o galpão deve ser arejado e iluminado, com boa ventilação para que não ocorra problemas de altas temperaturas lá dentro;
  • Umidade: um dos principais causadores de problema é a umidade. Sendo assim, não encoste os alimentos diretamente nas paredes nem no chão, principalmente se estiverem ensacados. Coloque os sacos em cima de paletes ou estrados e nunca os encoste na parede. O uso de silos de armazenamento também é recomendado, caso o volume de alimentos seja maior;
  • Não armazene outros produtos como adubos ou materiais de limpeza no mesmo local onde estão os alimentos;
  • Controle de pragas: faça o controle de pragas e roedores. Além de causarem desperdício podem transmitir doenças aos animais;
  • Limpeza: o local deve ser limpo e inspecionado periodicamente.

Lembre-se: estes pequenos atos evitam desperdício de alimento e doenças para o seu rebanho. Uma boa nutrição começa com a qualidade dos alimentos, portanto, armazene corretamente os alimentos que você fornece para os seus animais.

Ficou curioso e quer aprender mais sobre pecuária?
Leia mais em: https://esteiogestao.com.br/blog/

Use um sistema que te permite acessar as informações a qualquer momento e em qualquer lugar.

Você é produtor e quer gerenciar o seu negócio de forma prática e rápida? Conheça as nossas soluções agropecuárias em: https://esteiogestao.com.br/produtos-e-servicos/

Autor:

Eduarda - Autora do conteúdo Controle estratégico de carrapatos

Eduarda Viana

Zootecnista, criadora do perfil @dicasdazootecnista no Instagram.

Nos acompanhe nas redes sociais e fique por dentro de todas as novidades.

Deixe um Comentário