O diferimento de pastagem nada mais é do que selecionar e vedar uma determinada área de pastagem e permitir que ela cresça para que seja consumida na época da entressafra

 

O planejamento alimentar do rebanho é um dos pontos que merece mais atenção na propriedade, devido à estacionalidade de produção das plantas forrageiras utilizadas como base da alimentação dos bovinos, que é limitada pela temperatura, pluviosidade e radiação solar.

Com o objetivo de garantir alimento para todo o rebanho durante a época seca do ano e evitar perda de peso corporal, o diferimento de pastagens surge como uma estratégia de manejo que possibilita aumentar a capacidade de suporte na propriedade.

O diferimento de pastagem nada mais é do que selecionar e vedar uma determinada área de pastagem e permitir que ela cresça para que seja consumida na época da entressafra, já que neste momento do ano as forrageiras não se desenvolvem devido os fatores limitantes como baixa temperatura e pouca pluviosidade.

Rebanho no pasto

Dicas para fazer o diferimento de pastagens

Para que o diferimento seja feito de forma correta, alguns cuidados são necessários. Confira:

  • Manejo da área antes do diferimento:

O manejo realizado na pastagem antes do diferimento influencia diretamente na qualidade nutricional da forrageira no momento da sua utilização pelos animais. Antes de vedar a área é interessante permitir um pastejo mais intenso, para que possam ser removidas folhas velhas e permitir que a rebrota tenha mais força e maior qualidade nutricional. Mas atenção: pastejo intenso é diferente de superpastejo. É preciso garantir que a planta terá boa capacidade de rebrota para poder crescer e se desenvolver.

  • Escolha da espécie forrageira

As plantas mais indicadas e utilizadas são as do gênero Brachiaria e Cynodon, devido ao seu hábito de crescimento prostrado e por possuir maior acúmulo de folhas em relação ao caule, favorecendo a qualidade nutricional e o consumo pelos animais.

  • Época de vedação

São vários os fatores que influenciam na qualidade da forragem e no melhor momento de utilização da área pelos animais, como fertilidade do solo, pluviosidade e dosagem de nitrogênio aplicada na área diferida. Sendo assim, é importante vedar os pastos em períodos distintos e utilizá-los em momentos distintos também. Por exemplo: se o produtor vedar parte do pasto em fevereiro e outra parte em março, pode utilizar o primeiro pasto em junho e julho e o segundo pasto em agosto e setembro.

  • Definir a estratégia nutricional

Apesar de garantir a quantidade de forragem, o valor nutricional dela será mais baixo e por isso é importante fazer a suplementação proteica para melhorar a nutrição e desempenho dos animais.

 

O diferimento é uma técnica de baixo custo e de fácil implantação, que permite ao produtor obter forragem no período mais crítico do ano, quando feita de forma correta e planejada, auxilia na manutenção de peso dos animais e redução dos custos de produção.

 

Ficou curioso e quer aprender mais sobre pecuária?
Leia mais em: https://esteiogestao.com.br/blog/

Use um sistema que te permite acessar as informações a qualquer momento e em qualquer lugar.

Você é produtor e quer gerenciar o seu negócio de forma prática e rápida? Conheça as nossas soluções agropecuárias em: https://esteiogestao.com.br/produtos-e-servicos/

Autor:

Eduarda - Autora do conteúdo Controle estratégico de carrapatos

Eduarda Viana

Zootecnista, criadora do perfil @dicasdazootecnista no Instagram.

Nos acompanhe nas redes sociais e fique por dentro de todas as novidades.

Deixe um Comentário