Nós sabemos que a atividade leiteira no Brasil e no mundo tem várias particularidades, não é mesmo? Principalmente quando observamos os diversos sistemas produtivos e a sua forma de gerenciamento. Porém, uma coisa será sempre importante: a sua viabilidade e a sua sustentabilidade perante ao objetivo previamente definido, pois qualquer sistema que não se adequar ao meio, estará submetido ao insucesso. 

Para tanto, temos as fazendas leiteiras bastante dependentes da sua produtividade, para se manterem viáveis e sustentáveis em meio a tantas outras atividades rurais. 

Por ser uma atividade bastante antiga e muito importante no meio rural, existem vários objetivos na produção leiteira, porém, nos dias de hoje os dois principais são a venda de leite (cru ou processado) e a venda de material genético (novilhas, vacas, touros, sêmen e embriões). Na maior parte dos casos, a produção de leite será a maior responsável por gerar receitas na propriedade, principalmente nas fazendas que têm uma boa relação de vacas lactantes sobre rebanho total. 

Outro ponto que não pode ficar de fora dessa nossa conversa é a gestão eficiente da atividade, pois antes de aplicar qualquer técnica que envolve custos, devemos conhecer a fundo como anda a saúde zootécnica e financeira da propriedade.

Para aumentar a produtividade do rebanho e equilibrar alguns indicadores de eficiência reprodutiva e produtiva, temos uma estratégia que vem se mostrando bastante eficiente. A técnica é conhecida popularmente como indução à lactação, como o próprio nome diz, é possível induzir os animais a iniciar a lactação. Trata-se da utilização de protocolos hormonais previamente definidos, que se baseiam na produção hormonal dos animais em momentos que antecedem o parto. Para tanto, aplica-se os hormônios de forma sequencial. Como resposta, o animal entende que terá uma prole e inicia o processo de evolução das glândulas mamárias, por fim, a produção do colostro, seguida da produção de leite.   

 

Agora que já conhecemos a técnica de indução de lactação, vou te mostrar 3 situações que vivenciamos na propriedade, em que vale muito a pena a utilização dessa técnica:

  • Compra de animais:

Inicialmente temos a compra de animais (novilhas púberes e vacas) de excelente valor genético e alto potencial produtivo. Nós pecuaristas estamos sempre esperando uma boa oportunidade para melhorar nosso rebanho, com isso, ao adquirirmos animais, pode acontecer de estarem secas e vazias. Logo, ao induzirmos esses animais a lactação, eles vão gerar receita de imediato, podendo até mesmo iniciar a compensação do investimento. Além do mais, esses animais estando em produção, ficam mais propícios a receberem uma alimentação de melhor qualidade e mais balanceada, o que poderá garantir uma melhor condição de escore corporal e uma melhor situação reprodutiva. 

  • Aborto espontâneo:

Mesmo que a fazenda tenha bastante controle de suas atividades, em alguns momentos pode ocorrer algumas falhas que levam os animais ao estresse excessivo, seja por altas temperaturas, falta de água, manejo inadequado para a categoria ou até mesmo uma aplicação errada de algum medicamento. Esses ocorridos podem levar alguns animais ao aborto espontâneo, atrasando bastante sua vida produtiva e de retorno financeiro. Logicamente, a indução não deverá acontecer  nesses primeiros dias pós aborto, mas assim que esse animal reestabelecer sua saúde. Nesse caso, a técnica permitirá torná-lo produtivo, reestabelecer a vida reprodutiva e ao mesmo tempo valorizar uma possível venda. 

  • Problemas reprodutivos no rebanho 

Uma das principais causas de prejuízos na pecuária, são as baixas taxas reprodutivas, sendo por consequência do manejo inadequado, estratégias que não foram efetivas, desequilíbrio nutricional e entre outras. Com isso, ocorre um grande número de animais com DEL (Dias Em Lactação) elevado, consequentemente fase de menor produção do animal e às vezes com vacas ainda vazias. Esse grande desequilíbrio entre animais lactantes e animais secos pode causar sérios riscos à atividade, pois os seus custos se mantêm altos e a receita gerada pela venda do leite só vai diminuindo, sem contar que de maneira zootécnica esses animais que passam por maior período seco, pode haver muita deposição gordura ou em outras palavras elevado escore, agravando os índices reprodutivos ruins. Através da indução a lactação, eles irão produzir, facilitará o controle do escore através da maior demanda de nutrientes. 

Para reforçar nossa parceria de sucesso e mostrar porque somos o melhor amigo do pecuarista, vou te mostrar algumas, entre as diversas funcionalidades que o Esteio Gestão tem para te auxiliar a aplicar melhor a técnica de Indução à lactação e tornar sua propriedade mais eficiente.

Inicialmente falamos em conhecer a eficiência da atividade, onde o Esteio Gestão traz sua fazenda na palma da mão, pois através dele você consegue controlar os índices zootécnicos e relacioná-los com a vida financeira da atividade. Isso é muito importante para todas as tomadas de decisões, não sendo diferente no momento de adotar uma técnica tão importante para garantir equilíbrio na hora de gerar receitas. 

Falando mais especificamente, temos as funcionalidades de cadastrar um protocolo de indução e a indução propriamente. Você poderá cadastrar diferentes protocolos de indução, para suas diferentes categorias de animais, como por exemplo diferenciá-los entre vacas e novilhas, conforme a imagem a seguir: 

 

No menu zootécnico, na parte do Produtivo, temos a opção de Indução à Lactação. Nessa opção é possível vincular o animal ao protocolo previamente cadastrado e iniciar a vida produtiva desse animal junto ao rebanho. Imagem a seguir: 

 

Para você ver como é fácil e prático, estou disponibilizando um teste totalmente grátis para você conhecer o aplicativo e ver como ele pode te ajudar e aumentar o lucro da sua fazenda!

Mas se você quer falar com o nosso time de consultores, é só clicar no link abaixo que eles estão prontos para te ajudar a otimizar os seus resultados! Tá esperando o que?

 

Ficou curioso e quer aprender mais sobre pecuária?
Leia mais em: https://esteiogestao.com.br/blog/

Use um sistema que te permite acessar as informações a qualquer momento e em qualquer lugar.

Você é produtor e quer gerenciar o seu negócio de forma prática e rápida? Conheça as nossas soluções agropecuárias em: https://esteiogestao.com.br/produtos-e-servicos/

Autor:

Edson Júnior – Equipe Esteio

Nos acompanhe nas redes sociais e fique por dentro de todas as novidades.

Deixe um Comentário