Uma das principais vantagens do leite A2 é a sua digestibilidade, já que a  proteína A2 é considerada mais leve e mais facilmente digerida

O leite A2 tem ganhado destaque no mercado de laticínios por sua composição única e potenciais benefícios à saúde. A principal diferença entre o leite A2 e o leite convencional é a composição das proteínas. Enquanto o leite convencional contém duas principais proteínas do leite, a caseína A1 e a caseína A2, o leite A2 possui apenas a caseína A2. Essa diferença é importante pois algumas pessoas têm dificuldade em digerir a caseína A1, o que pode levar a sintomas desagradáveis, como inchaço, gases e desconforto abdominal.

Mas o que são exatamente essas proteínas A1 e A2? Elas são variantes da caseína, uma das principais proteínas presentes no leite. A diferença entre elas reside em uma pequena alteração genética no código do DNA das vacas. Enquanto a maioria das vacas produz tanto a caseína A1 como a A2, algumas vacas possuem uma variante genética que as fazem produzir apenas a caseína A2.

Produção de leite A2

A obtenção do leite A2 envolve um processo chamado genotipagem das vacas. Isso significa que os animais são testados para identificar sua genética e determinar se eles produzem exclusivamente a proteína A2. As vacas que possuem essa característica são identificadas, selecionadas e criadas para a produção de leite A2. 

As propriedades que produzem esse leite precisam ser certificadas e geralmente a produção da proteína A2 é maior em raças zebuínas como Gir, e menor em raças europeias como a Holandesa.

Uma das principais vantagens do leite A2 é a sua digestibilidade. Algumas pesquisas sugerem que a proteína A1 pode ser mais difícil de ser digerida por algumas pessoas, levando a desconfortos como inchaço, gases e dores abdominais. Por outro lado, a proteína A2 é considerada mais leve e mais facilmente digerida, o que pode reduzir esses desconfortos em algumas pessoas.

Acredita-se que a beta-caseína A1 surgiu devido a uma mutação genética há 10 mil anos, já que o leite de todas as fêmeas mamíferas, como as humanas, cabras, búfalas etc. possuem apenas a beta-caseína A2, sendo esta a caseína “natural” do leite.

Essa mutação fez com que algumas vacas passassem a produzir leite com caseína A1 e esta mudança provocou uma alteração na sua digestão.

Durante o processo digestivo, a caseína A1 é quebrada e libera um peptídeo de sete aminoácidos chamado beta-casomorfina 7 ou BCM-7. Esse peptídeo é o responsável pelo desconforto e geração de efeitos indesejáveis sobre o trato gastrointestinal, como redução das contrações intestinais e aumento da produção de muco.

No leite que contém apenas a caseína do tipo A2 esse peptídeo BCM -7 não é formado e a digestão ocorre de forma “mais fácil” e sem nenhuma alteração, por isso ele é chamado de leite de fácil digestão.

Intolerantes à lactose e alérgicos ao leite

Para os consumidores que são sensíveis ao leite convencional, o leite A2 pode ser uma alternativa. Porém, nos casos de intolerância à lactose o leite A2 não é um substituto, já que a lactose, que é um carboidrato, também está presente neste tipo de leite.

Já nos casos de alergia à proteína o mais indicado é procurar um profissional alergista e fazer os testes para identificar qual é a proteína alergênica antes de consumir o leite.

É importante ressaltar que, apesar dos possíveis benefícios, cada pessoa é única e pode reagir de forma diferente ao leite A2. Algumas pessoas podem não apresentar diferença perceptível na digestão ou tolerância em comparação ao leite convencional.

Ficou curioso e quer aprender mais sobre pecuária?
Leia mais em: https://esteiogestao.com.br/blog/

Use um sistema que te permite acessar as informações a qualquer momento e em qualquer lugar.

Você é produtor e quer gerenciar o seu negócio de forma prática e rápida? Conheça as nossas soluções agropecuárias em: https://esteiogestao.com.br/produtos-e-servicos/

Autor:

Eduarda - Autora do conteúdo Controle estratégico de carrapatos

Eduarda Viana – @dicasdazootecnista

Nos acompanhe nas redes sociais e fique por dentro de todas as novidades.

Join the discussion One Comment

  • Roseli disse:

    Hello! Eu gostaria de saber a respeito do Cálcio contido nesse leite especial A2. Preciso de Cálcio para osteoporose.
    Obrigada pela sua informação.

Deixe um Comentário