As práticas de manejo são essenciais para garantir a sustentabilidade do sistema de pastejo

A época das chuvas, que na maior parte do país se inicia em outubro e vai até março, é o momento de maior produção de massa verde das forrageiras. Neste período, as plantas encontram as condições ideais para o seu desenvolvimento, com a  temperatura alta, umidade e maior incidência de luz. Por isso, manejar corretamente a pastagem nessa época é fundamental para quem deseja aumentar a eficiência produtiva da fazenda.

As práticas de manejo proporcionam melhor aproveitamento da pastagem pelos animais, que respondem aumentando a produção de carne e leite. Além disso, o manejo correto é essencial para garantir a sustentabilidade do sistema de pastejo, evitando que as áreas sejam degradadas pelo excesso de animais ou que haja desperdício por falta de consumo.

Nelore pastejando

Principais práticas de manejo na época das chuvas

Com práticas simples, porém eficientes, o pecuarista consegue aumentar a produção de leite, o ganho de peso, melhorar o escore das matrizes e fazer o planejamento forrageiro para os meses da seca. Confira:

  • Faça o controle do consumo dos animais. Esse controle pode ser feito utilizando as alturas de entrada e saída que cada forrageira apresenta, de forma a preservar o seu sistema apical e facilitar a rebrota e perfilhamento.
  • Ajuste a taxa de lotação, de forma a não haver animais em excesso em uma mesma área, favorecendo a degradação da forrageira. Uma taxa de lotação muito baixa também não é interessante, pois o capim irá crescer, perder sua qualidade nutricional e não será consumido, ocorrendo assim o desperdício de alimento dentro da fazenda.
  • Controle as plantas invasoras. As condições edafoclimáticas desta época são favoráveis não somente para as forrageiras, mas para as plantas invasoras também, o que pode se tornar um grande problema. Elas competem pelos nutrientes e pela luminosidade, afetando o desenvolvimento da forragem.
  • Faça o controle de pragas, para evitar perda de produtividade do pasto.
  • Faça as adubações de acordo com a análise de solo. Fornecer os nutrientes necessários para o crescimento da planta é premissa básica para uma boa produtividade e, além disso, quanto mais desenvolvido for o sistema radicular das plantas, mais resistente à época seca ela será.
  • Não se esqueça do planejamento forrageiro. Se o seu rebanho consome apenas o pasto durante todo o ano, já identifique quais serão as áreas que serão vedadas para diferimento e utilização na época seca e faça as adubações e tratos culturais necessários.

Dica extra: busque ajuda de profissionais para te ajudar a escolher a melhor suplementação para o seu rebanho. Aproveite para maximizar o ganho de peso e/ou a produção de leite aliando o maior consumo de forrageiras com a suplementação mais adequada para os animais.

Ficou curioso e quer aprender mais sobre pecuária?
Leia mais em: https://esteiogestao.com.br/blog/

Use um sistema que te permite acessar as informações a qualquer momento e em qualquer lugar.

Você é produtor e quer gerenciar o seu negócio de forma prática e rápida? Conheça as nossas soluções agropecuárias em: https://esteiogestao.com.br/produtos-e-servicos/

Autor:

Eduarda - Autora do conteúdo Controle estratégico de carrapatos

Eduarda Viana

Zootecnista, criadora do perfil @dicasdazootecnista no Instagram.

Nos acompanhe nas redes sociais e fique por dentro de todas as novidades.

Deixe um Comentário