Conheça a importância do manejo nutricional e aprenda algumas dicas para melhorar a produtividade das vacas

O manejo nutricional é o conjunto de práticas que visam melhorar o desempenho dos animais, atuando não somente na formulação de dietas, mas em um grupo de fatores que levarão à maior produtividade e saúde do rebanho.

A alimentação está diretamente relacionada à produtividade, e é o item que mais impacta no custo de produção, podendo chegar a 70% dos custos variáveis de uma propriedade. Entender e praticar um bom manejo nutricional pode ajudar a reduzir este custo e melhorar a lucratividade da atividade.

Importância do manejo nutricional

Como a alimentação exerce um grande impacto sobre o custo de produção, saber escolher e utilizar os alimentos é fundamental. Uma boa dieta visa fornecer aos animais os alimentos na quantidade e na qualidade que eles necessitam, se aproximando ao máximo de suas exigências nutricionais. Como resultado, há uma melhora na produtividade e consequente redução de custos.

Porém, formular uma dieta que atenda às necessidades dos animais vai além da produtividade e redução de custos. Ela está diretamente ligada à saúde animal. Dietas mal formuladas e desbalanceadas podem causar desordens como acidose ruminal, deslocamento de abomaso, problemas de casco e queda de imunidade.

Apesar da importância de uma boa dieta, ela não é o único fator que compõe o manejo nutricional.

Manejo nutricional de vacas leiteiras

Fatores que compõem e afetam o manejo nutricional

Além da dieta, outros elementos exercem grande influência para se ter um bom manejo nutricional. São eles:

  • Qualidade da água: é o nutriente mais importante da alimentação das vacas. Se a água estiver suja ou contaminada isso irá limitar a sua ingestão pela vaca, reduzindo também o consumo de alimentos.
  • Qualidade da ração: rações e suplementos de qualidade contribuem para um bom desempenho produtivo e reprodutivo, além de melhorar o sistema imune.
  • Espaço de cocho: limitações de espaço no cocho reduzem a ingestão de alimentos. É importante observar os lotes para adequar a dieta formulada com a dieta que efetivamente está sendo consumida pelos animais.
  • Conforto animal: animais sob estresse térmico reduzem o consumo de alimentos e afeta a produção de leite e a reprodução.
  • Saúde animal: animais doentes ou debilitados não ingerem quantidades suficientes de alimento, prejudicando o seu desempenho.

Dicas práticas de manejo nutricional

Algumas práticas influenciam diretamente na produção de leite e podem melhorar o manejo nutricional da propriedade, como:

  • Tenha disponível forragem de qualidade. Pode ser pasto, silagem, feno ou outra forrageira, mas que tenha matéria seca com bom valor nutritivo. O volumoso de qualidade é essencial para a saúde ruminal e para a produção de leite.
  • Se produz silagem, fique atento na hora da colheita. O tamanho do corte, a compactação e vedação do silo interferem muito na qualidade final da silagem, interferindo também na dieta que será formulada e consumida pelos animais.
  • Utilize ingredientes de qualidade para a produção do concentrado.
  • Dê preferência para sal mineral de empresas confiáveis.
  • Forneça a dieta de acordo com as exigências das vacas. Em cada fase do período de lactação essa exigência será diferente, portanto, a dieta também deverá ser.
  • Cuide dos bebedouros, forneça água limpa de qualidade e em quantidade suficiente para as vacas. No verão o consumo pode chegar a ser o dobro, por isso sempre tenhas bebedouros limpos para estimular o consumo.
  • Promova espaço físico adequado para as vacas, especialmente a linha de cocho. Isso reduz a competição por comida e estimula o consumo.
  • Nos períodos de maior estresse calórico, observe os animais, mensure as sobras no cocho e ajuste a dieta. Isso reduz desperdícios e minimiza a queda na produção de leite.
  • Pelo menos duas vezes ao dia, empurre a comida para perto do cocho, pois isso estimula o consumo e evita desperdícios.
  • Tenha atenção com o conforto térmico. A queda no consumo causa uma redução rápida na produção de leite.

O manejo nutricional é fundamental na pecuária leiteira, porém uma dieta sozinha não faz milagres. Para potencializar o potencial produtivo das vacas é preciso aliar uma boa dieta com o manejo adequado.

Bibliografia consultada:

-Nutrição e saúde animal – Nutrição para gado leiteiro. Disponível em https://nutricaoesaudeanimal.com.br/nutricao-para-gado-leiteiro/

-Grupo Cultivar. Manejo nutricional de vacas leiteiras no período de lactação. Disponível em https://www.grupocultivar.com.br/artigos/manejo-nutricional-de-vacas-leiteiras-no-periodo-de-lactacao#:~:text=O%20manejo%20nutricional%20%C3%A9%
20fundamental,resultando%20em%20maior%20retorno%20econ%C3%B4mico
.

-Rehagro blog. Formulação de dietas para bovinos leiteiros – Disponível em https://rehagro.com.br/blog/dietas-para-bovinos-leiteiros/

Ficou curioso e quer aprender mais sobre pecuária?
Leia mais em: https://esteiogestao.com.br/blog/

Use um sistema que te permite acessar as informações a qualquer momento e em qualquer lugar.

Você é produtor e quer gerenciar o seu negócio de forma prática e rápida? Conheça as nossas soluções agropecuárias em: https://esteiogestao.com.br/produtos-e-servicos/

Autora:

Eduarda - Autora do conteúdo Controle estratégico de carrapatos

Eduarda Pereira Viana

Zootecnista pela Universidade Federal de Viçosa com grande experiência em qualidade do leite, tendo atuado por mais de 9 anos junto aos produtores de variadas regiões do país.

Nos acompanhe nas redes sociais e fique por dentro de todas as novidades.

Join the discussion One Comment

Deixe um Comentário