Ser eficiente é a palavra-chave que define quem ganha e quem perde dinheiro na pecuária

Todo pecuarista conhece bem os desafios e as dificuldades que a pecuária moderna possui e, mesmo tendo tecnologias que ajudam muito o produtor, produzir de forma eficiente e lucrativa tem sido uma dificuldade enfrentada em muitas fazendas.

Ser eficiente é a palavra-chave que define quem ganha e quem perde dinheiro na pecuária, independente do segmento ser corte ou leite. Ser um pecuarista eficiente é conseguir produzir mais e melhor utilizando os mesmos recursos disponíveis, sem precisar comprar mais animais ou mais áreas de terra, por exemplo.

É importante ressaltar que ser eficiente não traz benefícios somente para o produtor, mas para o planeta também. A pecuária sustentável precisa ser eficiente para reduzir a emissão de metano, para melhorar as condições do solo, o conforto dos animais e ainda ser viável economicamente. Ou seja, o conceito de ser eficiente está em tudo!

Gado no pasto

Os 5 pilares

Existem 5 pilares que são a base de uma pecuária eficiente e que fazem a diferença entre quem tem lucro e quem tem prejuízo na atividade. São eles:

1 – Genética: aquela pecuária do passado onde os animais demoravam até 5 anos para serem abatidos, sem ter um padrão racial, sem características desejáveis para a função pretendida (ganho de peso ou produção de leite) ficou para trás. O produtor que deseja ser eficiente precisa investir em animais com boa genética, adaptados ao clima da região onde se situa a fazenda e que possuam qualidades produtivas ideais.

2 – Nutrição: se com uma boa genética eu consigo as características produtivas ideais, é com a nutrição que essas características se expressam. Animais bem nutridos crescem mais saudáveis, ganham mais peso, produzem mais leite e possuem maior longevidade. A nutrição é responsável por manter as reações fisiológicas normais que ocorrem no corpo dos bovinos, como o crescimento, a expressão do cio, a gestação, a deposição de gordura, a manutenção do sistema imunológico, etc.

3 – Sanidade: animais sadios respondem à nutrição, não disseminam doenças e possuem um desempenho produtivo maior comparado com animais doentes. Garantir a saúde do rebanho é primordial para que eles expressem ao máximo a sua capacidade produtiva. Ter um bom protocolo sanitário na propriedade permite ao produtor evitar doenças e parasitas que causam prejuízos e perdas no rebanho.

4 – Bem-estar animal: existem inúmeros estudos que comprovam que a produtividade está diretamente relacionada ao grau de conforto e bem-estar dos animais. Isso é muito evidente na pecuária leiteira, mas os animais voltados para a produção de carne também necessitam de bem-estar. Estresse térmico, falta de comida e água, instalações precárias e manejos mal conduzidos são responsáveis pela queda na produtividade e podem deixar danos residuais que serão sentidos na próxima geração, como acontece com as vacas gestantes e seus bezerros quando são submetidas ao estresse térmico, por exemplo.

5 – Gestão: é claro que a gestão não poderia ficar de fora, afinal, gerenciar uma fazenda que trabalha com pecuária não é uma tarefa fácil. O gerenciamento das atividades, o acompanhamento dos resultados e a tomada de decisão com base em dados e não mais em achismos ou preferências individuais fazem toda a diferença na hora de produzir de forma eficiente. É por meio da gestão que conseguimos entender onde estamos e qual o caminho devemos percorrer para chegar aonde queremos. Conhecer os próprios números é o primeiro passo para o pecuarista deixar de ser amador e cuidar com mais profissionalismo da sua atividade. E de gestão o Esteio entende!

Não adianta uma boa genética, boa nutrição, sanidade e conforto se não houver uma gestão atualizada e dedicada a melhorar os resultados, sempre atenta aos detalhes. Pense nisso!

Ficou curioso e quer aprender mais sobre pecuária?
Leia mais em: https://esteiogestao.com.br/blog/

Use um sistema que te permite acessar as informações a qualquer momento e em qualquer lugar.

Você é produtor e quer gerenciar o seu negócio de forma prática e rápida? Conheça as nossas soluções agropecuárias em: https://esteiogestao.com.br/produtos-e-servicos/

Autor:

Eduarda - Autora do conteúdo Controle estratégico de carrapatos

Eduarda Viana

Zootecnista, criadora do perfil @dicasdazootecnista no Instagram.

Nos acompanhe nas redes sociais e fique por dentro de todas as novidades.

Join the discussion One Comment

  • Paulo van der laan disse:

    Muito interessante a descrição destes pilares que sustentam o modelo de produção de resultados na atividade pecuária..
    PARABÉNS!!!

Deixe um Comentário