As verminoses representam um desafio significativo para a produção bovina, afetando a saúde e o desempenho dos animais

As verminoses representam um problema significativo na produção bovina, afetando tanto a saúde dos animais quanto o desempenho econômico dos produtores. Essas doenças são causadas por uma variedade de parasitas internos, como vermes gastrointestinais e pulmonares, que infestam o trato digestivo e os pulmões dos bovinos. 

Conheça algumas das principais verminoses que afetam os bovinos, os prejuízos associados a elas e quais são as melhores formas de manejo e prevenção.

Bovino no pasto seco

Principais verminoses

Uma das verminoses mais comuns em bovinos é a estrongiloidíase, causada pelo parasita Strongyloides papillosus. Esse parasita se instala no intestino delgado do animal, causando danos à mucosa e prejudicando a absorção de nutrientes. Os bovinos afetados podem apresentar diarreia crônica, perda de peso, anemia e baixo ganho de peso. Além disso, a estrongiloidíase pode comprometer o sistema imunológico dos animais, tornando-os mais suscetíveis a outras doenças.

Outra verminose de grande importância é a tricostrongilose, causada por nematódeos do gênero Trichostrongylus. Esses parasitas se alojam no abomaso (o quarto compartimento do estômago dos ruminantes), causando inflamação e irritação. Os sintomas incluem perda de apetite, diarreia, anemia e desnutrição. A tricostrongilose pode ser especialmente prejudicial para animais jovens, resultando em atraso no crescimento e comprometimento do desenvolvimento adequado.

Além das verminoses gastrointestinais, os bovinos também podem ser afetados por vermes pulmonares, como o Dictyocaulus viviparus. Esses parasitas habitam os pulmões dos animais, causando danos aos tecidos e interferindo na capacidade respiratória. Os bovinos infestados podem apresentar tosse, dificuldade respiratória, redução na taxa de ganho de peso e até mesmo pneumonia. As infestações por vermes pulmonares são particularmente problemáticas em regiões com clima úmido e alta umidade.

Prejuízos causados pelas verminoses

Os prejuízos causados por verminoses em bovinos são diversos e impactam tanto o bem-estar animal quanto a lucratividade dos produtores. Animais infectados têm menor eficiência alimentar, resultando em menor ganho de peso e menor produção de leite. Além disso, a presença desses parasitas pode comprometer o sistema imunológico dos bovinos, tornando-os mais vulneráveis a outras doenças e infecções. Os prejuízos econômicos incluem custos com tratamentos, perda de animais e redução na qualidade dos produtos derivados da pecuária.

Formas de prevenção

Para o manejo e prevenção, algumas medidas são fundamentais. Um aspecto essencial é a adoção de boas práticas de manejo sanitário, como a limpeza e desinfecção adequadas das instalações, a rotação de pastagens e a remoção adequada das fezes dos animais. Essas medidas visam reduzir a exposição dos bovinos aos ovos e larvas dos parasitas, diminuindo a contaminação do ambiente.

A utilização estratégica de vermífugos é outra ferramenta importante no controle das verminoses. Os vermífugos são medicamentos específicos que eliminam os parasitas presentes no trato gastrointestinal dos bovinos. No entanto, é fundamental seguir as recomendações do técnico responsável quanto às doses e intervalos de aplicação, para evitar a resistência dos parasitas aos vermífugos.

Além disso, a nutrição adequada dos bovinos desempenha um papel fundamental na prevenção das verminoses. Uma dieta balanceada, rica em nutrientes, fortalece o sistema imunológico dos animais, tornando-os mais resistentes às infecções parasitárias. A oferta de suplementos minerais e vitaminas também pode auxiliar na melhoria da saúde e na redução da suscetibilidade às verminoses.

 

Em conclusão, as verminoses representam um desafio significativo para a produção bovina, afetando a saúde e o desempenho dos animais. O manejo e a prevenção adequados, por meio de boas práticas sanitárias, uso estratégico de vermífugos e nutrição adequada, são essenciais para controlar essas doenças e garantir a saúde e o sucesso da criação bovina. É importante que os produtores busquem orientação de profissionais qualificados para um manejo eficiente e sustentável do rebanho.

Ficou curioso e quer aprender mais sobre pecuária?
Leia mais em: https://esteiogestao.com.br/blog/

Use um sistema que te permite acessar as informações a qualquer momento e em qualquer lugar.

Você é produtor e quer gerenciar o seu negócio de forma prática e rápida? Conheça as nossas soluções agropecuárias em: https://esteiogestao.com.br/produtos-e-servicos/

Autor:

Eduarda - Autora do conteúdo Controle estratégico de carrapatos

Eduarda Viana – @dicasdazootecnista

Nos acompanhe nas redes sociais e fique por dentro de todas as novidades.

Deixe um Comentário