O pastejo rotacionado é um sistema de intensificação da produção de pasto, que permite aos animais terem acesso às forrageiras quando elas estão no ponto ótimo para serem consumidas, gerando aumento no desempenho e na taxa de lotação

O Brasil, com sua vasta extensão territorial, possui cerca de 200 milhões de hectares de pastagens, segundo a Embrapa. Estima-se que aproximadamente 130 milhões sejam de pastagens que possuem algum tipo de degradação e que necessitam de intervenção, o que reduz a competitividade e a lucratividade da pecuária. Como forma reduzir a degradação e aumentar a eficiência produtiva das forragens, o pastejo rotacionado vem sendo muito utilizado pelos produtores, que conseguem produzir mais e diluir os custos.

O pastejo rotacionado é um sistema de intensificação da produção de pasto, que permite aos animais terem acesso às forrageiras quando elas estão no ponto ótimo para serem consumidas, gerando aumento no desempenho e na taxa de lotação.

É feito por meio da divisão da área em piquetes menores, que serão utilizados alternando períodos de pastejo e de descanso. Após os animais consumirem a foragem de um piquete, são transferidos para outro piquete, e assim sucessivamente, até que eles retornam para o primeiro piquete, que passou por um período de descanso para que a forrageira pudesse ter condições de crescer novamente.

O período de descanso é determinado pelo tipo de forrageira, bem como o momento de entrada e saída dos animais de cada piquete. Cada planta forrageira possui o seu ponto ótimo nutricional, sendo determinado pela altura da planta. Assim, os animais entram nos piquetes quando a forrageira possui a altura ideal para ser consumida, contendo mais nutrientes e melhor digestibilidade, e saem quando a planta chega a uma determinada altura que seria necessária para a sua rápida recuperação e crescimento.

Vacas em pastejo rotacionado

Vantagens do pastejo rotacionado

  • Intensificação do uso da pastagem

Isso permite maior produção de forragem e aumento da taxa de lotação. Quando colocamos mais animais dentro do piquete a área será pastejada de forma mais uniforme, evitando o super pastejo ou sub- pastejo, como ocorre no pastejo contínuo. Além disso, a distribuição das excreções dos animais também será mais uniforme, melhorando as condições do solo.

  • Aumento do desempenho

O manejo das alturas de entrada e saída dos piquetes permite que os animais tenham acesso à forrageira quando o seu valor nutricional está no ponto ótimo, permitindo que sejam consumidos maiores teores de nutrientes e fibra com melhor digestibilidade. Esses nutrientes serão utilizados para a produção de leite e ganho de peso.

  • Aumento da vida útil da pastagem

Com o pastejo rotacionado elimina-se as práticas de recuperação e renovação dos pastos, além de controlar o aparecimento de plantas invasoras.

Cuidados necessários para se ter bons resultados com o pastejo rotacionado

Como qualquer sistema de produção, o rotacionado também as suas desvantagens e pontos que merecem atenção para que o produtor tenha bons resultados produtivos e financeiros. São eles:

  • Necessita de adubação constante, de acordo com a análise de solo e as demandas da planta forrageira, o que aumenta o custo quando comparado ao pastejo contínuo. Além disso, há os custos com construção de cercas, corredores, sombras e instalação de bebedouros.
  • É necessário atenção às alturas de entrada e principalmente de saída dos animais, evitando que haja um pastejo excessivo que dificultará o crescimento da planta durante o período de descanso. Ou seja, o manejo do pastejo rotacionado precisa ser muito bem-feito.
  • Na época seca do ano é necessário suplementar os animais no cocho, pois devido às características do clima e da forrageira, a sua produção no inverno será menor, e consequentemente, não será o suficiente para alimentar a mesma lotação do período das águas.

 

Fazendo o manejo bem-feito e escolhendo a forrageira mais adequada para as condições da propriedade, o pastejo rotacionado é uma ótima opção para aumentar a produtividade e reduzir os custos.

 

 

 

Ficou curioso e quer aprender mais sobre pecuária?
Leia mais em: https://esteiogestao.com.br/blog/

Use um sistema que te permite acessar as informações a qualquer momento e em qualquer lugar.

Você é produtor e quer gerenciar o seu negócio de forma prática e rápida? Conheça as nossas soluções agropecuárias em: https://esteiogestao.com.br/produtos-e-servicos/

Autor:

Eduarda - Autora do conteúdo Controle estratégico de carrapatos

Eduarda Viana

Zootecnista, criadora do perfil @dicasdazootecnista no Instagram.

Nos acompanhe nas redes sociais e fique por dentro de todas as novidades.

Deixe um Comentário