Apesar de proporcionar maior conforto e controle da ingestão de matéria seca, alguns pontos precisam de mais atenção na hora de montar o projeto ou pensar no aumento do rebanho, pois podem prejudicar o desempenho dos animais e elevar os custos para o produtor.

O confinamento é um tipo de sistema de produção onde os animais ficam contidos em uma área delimitada, recebendo alimentação exclusivamente no cocho durante todo o ano. Para o gado leiteiro, é um sistema projetado para promover maior conforto dos animais, possibilitando o aumento da produção de leite, principalmente de raças mais especializadas.

Como todo sistema de produção, o que determina o seu sucesso é a forma como ele é manejado. Existem dois tipos principais de confinamento que são os mais utilizados no Brasil, o Free Stall e o Compost Barn. No Free Stall as vacas são alojadas em galpões que possuem camas individuais e acesso comum aos cochos e bebedouros. Já no Compost Barn não há o alojamento individual das vacas, elas ficam alojadas em um espaço coberto revestido por uma cama que é composta por um material orgânico como serragem, maravalha, casca de café, etc.

Apesar de proporcionar maior conforto e controle da ingestão de matéria seca, alguns pontos precisam de mais atenção na hora de montar o projeto ou pensar no aumento do rebanho, pois podem prejudicar o desempenho dos animais e elevar os custos para o produtor.

Além dos pontos básicos relacionados à construção dos galpões como altura do pé direito, orientação e equipamentos necessários para a manutenção, existem outros pontos que precisam de uma atenção especial, como:

Vacas em Compost Barn
  • Espaço adequado por animal

O espaço por animal está relacionado diretamente com o bem-estar das vacas, pois a alta lotação é um fator estressante para elas. Além disso, alta lotação no Compost Barn dificulta o manejo da cama, deixando-a mais úmida e aumentando as chances do desenvolvimento de mastite. Já no Free Stall o espaço por vaca é definido de acordo com o número e o tamanho das camas, sendo que elas devem ser projetadas respeitando o tamanho dos animais da propriedade.

  • Espaço de cocho

De forma análoga ao item anterior, o espaço de cocho precisa ser compatível com a quantidade de animais, para evitar a dominância e competição pela comida. As vacas dominantes impedem o acesso de outras vacas ao cocho e, desta forma, comem mais que as outras. Isso se torna um problema porque as vacas que comem mais podem desenvolver doenças metabólicas (dependendo da dieta), enquanto as vacas que comem menos apresentam queda na produção de leite e acabam emagrecendo e prejudicando também a reprodução. Por isso é importante ter atenção ao espaço disponível de cocho.

  • Funcionamento de ventiladores e aspersores

Estes dois equipamentos são muito utilizados para melhorar o conforto térmico, especialmente durante os meses mais quentes do ano. Além disso, no Compost Barn os ventiladores também possuem a função de acelerar a secagem e a compostagem da cama. Ou seja, precisam funcionar não somente nos meses quentes, mas durante todo o ano.

  • Qualidade da água

A qualidade da água influencia diretamente no consumo de alimentos, que por sua vez, está relacionado com o aumento ou a redução da produção de leite. Vacas gostam de água limpa, portanto, a água disponível precisa ser de qualidade e em quantidade suficiente para todas as vacas. Não se pode esquecer da limpeza dos bebedouros, que precisa ser feita periodicamente, de preferência todos os dias.

  • Tipo de cama

O material das camas precisa ser confortável, para que as vacas passem a maior parte do tempo deitadas. Camas de material abrasivo machucam e as vacas evitam de deitar, ficando muitas horas de pé e intensificando a pressão sobre os cascos, aumentando assim a chance de lesões podais. No Free Stall as camas de areia são bem aceitas pelos animais, enquanto as de borracha são menos confortáveis.

Estes são alguns pontos que podem passar despercebidos durante o dia a dia numa propriedade leiteira, mas que fazem toda a diferença no desempenho e na saúde dos animais, afetando diretamente o bolso do produtor. Portanto, observe a sua estrutura e faça as adequações necessárias para garantir os melhores resultados.

Ficou curioso e quer aprender mais sobre pecuária?
Leia mais em: https://esteiogestao.com.br/blog/

Use um sistema que te permite acessar as informações a qualquer momento e em qualquer lugar.

Você é produtor e quer gerenciar o seu negócio de forma prática e rápida? Conheça as nossas soluções agropecuárias em: https://esteiogestao.com.br/produtos-e-servicos/

Autor:

Eduarda - Autora do conteúdo Controle estratégico de carrapatos

Eduarda Viana

Zootecnista, criadora do perfil @dicasdazootecnista no Instagram.

Nos acompanhe nas redes sociais e fique por dentro de todas as novidades.

Deixe um Comentário