Conheça quais são as principais raças de gado corte utilizadas para produção de carne no Brasil e quais as suas características mais importantes

 

O Brasil possui o maior rebanho de bovinos de corte do mundo, e a pecuária é um dos segmentos mais importantes do agronegócio brasileiro. Conhecer as principais raças de gado de corte e as suas características é fundamental para que o produtor entenda o quanto isso pode impactar na sua produção e, assim, optar pelas raças que melhor se enquadram no seu sistema.

O melhoramento genético dos animais ocorrido ao longo dos anos, permitiu selecionar características desejáveis que tornou possível a utilização de várias raças no nosso país, que possui vasta extensão territorial e diferentes tipos de clima, relevo e sistemas de produção.

Gado pré-abate

Qual raça devo escolher?

Para escolher a raça mais adequada para iniciar o processo produtivo, é necessário conhecer as características de cada raça para saber se ela irá se adaptar ao clima e ao modelo de produção que a fazenda possui.

Por exemplo, se a engorda dos animais será feita a pasto, as raças zebuínas podem ter um desempenho melhor, visto que são mais adaptadas às altas temperaturas e umidade na época de chuva, além de serem mais resistentes aos parasitas.

Por outro lado, se a engorda será em confinamento, o produtor deve analisar qual raça traria o melhor retorno econômico, já que qualquer uma pode ser utilizada. As raças zebuínas, apesar de terem uma adaptação melhor ao clima e à umidade, possuem um ganho de peso mais lento quando comparadas com as raças taurinas. Contudo, as taurinas são mais vulneráveis ao estresse calórico e aos parasitas, o que pode aumentar os custos. Por isso na escolha da raça devem ser considerados, além das características de cada uma, o tipo de clima e manejo que a propriedade possui.

Conheça as principais raças de gado de corte utilizadas no Brasil e suas respectivas características

 

1 – Nelore

Possui origem indiana e é a raça mais predominante no Brasil, aproximadamente 80% da produção de carne é proveniente de animais Nelore ou “anelorados”.

É bem adaptada às condições climáticas brasileiras, especialmente nas regiões mais quentes. As matrizes nelore possuem boa fertilidade e habilidade materna, o que torna a raça mais utilizada em rebanhos comerciais de corte e para realização de cruzamentos industriais (zebu x taurino), obtendo animais altamente produtivos e com melhor adaptação.

Sua carne possui baixo teor de gordura de marmoreio.

2 – Angus

É uma das raças mais conhecidas, principalmente pela qualidade da carne, que apresenta bom teor de marmoreio e uma cobertura de gordura espessa e uniforme, conferindo maciez e sabor.

É uma raça de origem europeia que se adaptou bem ao clima brasileiro, e possui outras vantagens como boa fertilidade e a precocidade. Os animais atingem a puberdade e a fase de terminação mais cedo.

3 – Brahman

Teve origem no EUA e o Brahman é o resultado do cruzamento de várias raças zebuínas.

Também é bem adaptado ao clima brasileiro e resistente ao ataque de insetos, além de possuir facilidade de parto e bom desempenho reprodutivo.

4 – Brangus

É resultante do cruzamento das raças Angus e Brahman.

Apresenta precocidade sexual, boa habilidade materna e excelente acabamento de carcaça e teor de marmoreio da carne.

É muito utilizado em confinamentos devido ao seu elevado ganho de peso.

5 – Senepol

É uma raça africana que chegou ao Brasil nos anos 2000 e que tem como principais características um crescimento rápido e um ciclo de engorda curto, pois apresenta ótima conversão alimentar.

É altamente adaptável ao calor e à umidade e muito resistente aos parasitas, além de possuir um alto desempenho reprodutivo.

6 – Hereford

Raça de origem inglesa que tem excelente capacidade de engorda e de acabamento de carcaça, com bom marmoreio e deposição de gordura.

São animais de grande porte e boa estrutura muscular, longevos e adaptados aos diversos sistemas de produção.

 

Para que a pecuária se torne lucrativa é necessário, além de escolher a raça mais adequada para a fazenda e a região, cuidar do negócio como uma verdadeira empresa, que precisa de planejamento, organização e controle. Ou seja, é fundamental cuidar dos manejos nutricionais e sanitários, da estrutura, melhoramento genético e principalmente da gestão da propriedade.

Assim o produtor irá potencializar os seus resultados e aumentar a sua lucratividade.

 

Bibliografia consultada:

-Revista Agropecuária – Raças de Gado de Corte: Saiba quais predominam no Brasil. Disponível em http://www.revistaagropecuaria.com.br/2020/05/06/racas-de-gado-de-corte-saiba-quais-predominam-no-brasil/

Ficou curioso e quer aprender mais sobre pecuária?
Leia mais em: https://esteiogestao.com.br/blog/

Use um sistema que te permite acessar as informações a qualquer momento e em qualquer lugar.

Você é produtor e quer gerenciar o seu negócio de forma prática e rápida? Conheça as nossas soluções agropecuárias em: https://esteiogestao.com.br/produtos-e-servicos/

Autora:

Eduarda - Autora do conteúdo Controle estratégico de carrapatos

Eduarda Pereira Viana

Zootecnista pela Universidade Federal de Viçosa com mais de 10 anos de experiência trabalhando com pecuária leiteira.Criadora do perfil @dicasdazootecnista no Instagram.

Nos acompanhe nas redes sociais e fique por dentro de todas as novidades.

Join the discussion One Comment

Deixe um Comentário