A qualidade do leite está diretamente relacionada com o controle de CBT, que é feito por meio de limpeza, higiene dos equipamentos e refrigeração do leite

A contagem bacteriana total ou CBT é um dos principais parâmetros para se avaliar a qualidade do leite e refere-se ao crescimento bacteriano durante o processo de obtenção e armazenamento do leite na propriedade rural. Para produzir um leite com qualidade, o controle da CBT é primordial, pois envolve práticas de higiene, limpeza e refrigeração correta do leite.

Sendo o leite um alimento amplamente consumido pela população, é imprescindível que ele seja produzido dentro das normas de segurança alimentar. Além disso, a qualidade também interfere no rendimento e no tempo de prateleira dos produtos lácteos, como queijos, leite UHT, fermentados, entre outros.

Legislação

Para garantir que o leite seja produzido com qualidade, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) atualizou algumas legislações que entraram em vigor em 2019 e são conhecidas como Instruções Normativas 76 e 77. Nelas está estipulado que o valor máximo de CBT permitido no leite cru refrigerado é de até 300.000 UFC/ml, em uma média geométrica trimestral.

Portanto, o produtor precisa ficar atento ao controle da CBT para produzir um leite com qualidade e não sofrer nenhuma penalização por estar fora do parâmetro estabelecido.

Como controlar a CBT do leite

O controle da CBT está relacionado com a higiene de equipamentos, utensílios, qualidade da água, manutenção de equipamentos e refrigeração adequada do leite. Alguns procedimentos auxiliam na redução da contaminação microbiana e no controle da CBT. São eles:

  • Higiene dos equipamentos de ordenha

Após a ordenha deve-se fazer um enxágue com água morna para retirar todo o resíduo de leite, até que a água saia limpa.

Após este enxágue, faz-se a limpeza com detergente alcalino clorado e água quente (de acordo com a recomendação do fabricante) onde os compostos orgânicos do leite, como proteína, gordura e lactose, serão removidos.

Após a limpeza alcalina, um novo enxágue é feito para remover os resíduos da solução.

Por no mínimo 2 vezes na semana deve-se fazer a limpeza com detergente ácido, que elimina os compostos minerais do leite. Esta frequência vai variar de acordo com a dureza da água da propriedade. A quantidade de produto e temperatura da água deve ser seguida de acordo com a recomendação do fabricante. Não é necessário enxaguar após circular a solução pelos equipamentos.

É aconselhável que os equipamentos e tubulações de leite e vácuo sejam desmontados e limpos de forma manual pelo mens 1 vez na semana.

Para ordenha manual: enxaguar e lavar os baldes, coadores e latões com detergente alcalino clorado espumante, esfregando bem com esponja macia. Enxaguar e deixar secar bem em local limpo e seco.

Retirada de leite para realizado a qualidade do leite: Controle de CBT
  • Limpeza e higiene do tanque de refrigeração

O tanque também deverá ser lavado e higienizado após a coleta do leite, utilizando detergente e escovas próprias para limpeza de tanque.

  • Fazer a desinfeção dos tetos antes de ordenhar

Além de contribuir para evitar casos de mastite, a desinfecção dos tetos (pré-dipping) antes da ordenha contribui para reduzir a contagem bacteriana.

  • Fazer a manutenção dos equipamentos de ordenha

É importante trocar as mangueiras e teteiras a cada 6 meses ou 2500 ordenhas (de acordo com a recomendação do fabricante). Do mesmo modo, verificar os pulsadores, nível de vácuo e integridade do motor.

  • Fazer manutenção do tanque de refrigeração

A manutenção do tanque também é muito importante no controle da CBT, visto que o leite deve estar refrigerado a 4°C após 3 horas do térmico da ordenha. Para isso, é necessário que o tanque esteja em perfeito funcionamento.

  • Análise da qualidade da água

A água é o principal recurso utilizado na limpeza dos equipamentos de ordenha e pode ser fonte de contaminação dependendo da sua análise microbiológica. Além disso, algumas características da água vão influenciar na quantidade de detergente a ser utilizado e na frequência da limpeza com o detergente ácido, por isso a importância de se fazer a análise da qualidade da água.

Produzir leite com qualidade é um dever do produtor e todos se beneficiam com isso: produtor, indústria e consumidor.

Bibliografia consultada:

-Rehagro blog : Leite: como reduzir a contagem bacteriana total e de células somáticas? Disponível em https://rehagro.com.br/blog/leite-como-reduzir-a-contagem-bacteriana-total/

-Cursos CPT: CBT do leite: o que é isso e como diminuir segundo as normas da IN77. Disponível em https://www.cpt.com.br/cursos-bovinos-gadodeleite/artigos/cbt-do-leite-o-que-e-isso-e-como-diminuir-segundo-as-normas-da-in77

Ficou curioso e quer aprender mais sobre pecuária?
Leia mais em: https://esteiogestao.com.br/blog/

Use um sistema que te permite acessar as informações a qualquer momento e em qualquer lugar.

Você é produtor e quer gerenciar o seu negócio de forma prática e rápida? Conheça as nossas soluções agropecuárias em: https://esteiogestao.com.br/produtos-e-servicos/

Autora:

Eduarda - Autora do conteúdo Controle estratégico de carrapatos

Eduarda Pereira Viana

Zootecnista pela Universidade Federal de Viçosa com grande experiência em qualidade do leite, tendo atuado por mais de 9 anos junto aos produtores de variadas regiões do país.

Nos acompanhe nas redes sociais e fique por dentro de todas as novidades.

Deixe um Comentário