Conheça os benefícios do uso da gordura protegida na nutrição dos bovinos

A busca contínua por práticas inovadoras na criação de bovinos tem levado a avanços significativos na área de nutrição animal. Entre as diversas estratégias adotadas, o uso de gordura protegida na alimentação de bovinos tem se destacado como uma abordagem eficaz para otimizar o desempenho e a saúde do rebanho

A gordura protegida é um componente lipídico utilizado na dieta dos bovinos, projetado para resistir à degradação ruminal. Geralmente, é composta por uma mistura de ácidos graxos saturados e insaturados encapsulados e protegidos por sais de cálcio, o que impede a rápida bio-hidrogenação no rúmen. Esse processo de proteção permite que a gordura chegue ao abomaso para ser quebrada e, posteriormente, ao intestino delgado, onde é absorvida de maneira mais eficiente.

Vacas comendo no cocho
Foto: Milkpoint.

Benefícios da utilização de gordura protegida

  • Melhora na eficiência energética

A gordura protegida é uma fonte concentrada de energia, proporcionando uma alternativa eficaz aos carboidratos. Essa fonte adicional de energia é especialmente importante em dietas com alto teor de fibras, onde a fermentação ruminal pode não ser suficiente para atender às necessidades energéticas dos animais.

  • Aumento na produção de leite e ganho de peso

Ao fornecer uma fonte de energia altamente digestível, a gordura protegida contribui para o aumento da produção de leite em vacas leiteiras e auxilia no ganho de peso em bovinos de corte. Esses benefícios têm um impacto direto na rentabilidade do rebanho.

  • Estratégia para períodos de estresse calórico

Em períodos de calor intenso, os bovinos passam por estresse calórico, afetando negativamente o consumo de alimentos e o desempenho produtivo.  A inclusão de gordura protegida na dieta ajuda a minimizar esse estresse, proporcionando uma fonte de energia que não gera calor durante a fermentação.

  • Aprimoramento da eficiência reprodutiva:

A nutrição adequada é fundamental para a saúde reprodutiva. A gordura protegida contribui para a melhoria da condição corporal das fêmeas, favorecendo ciclos reprodutivos regulares e taxas de concepção mais elevadas.

A introdução de gordura protegida na dieta dos bovinos deve ser realizada de maneira gradual, monitorando cuidadosamente as respostas dos animais. Consultar um técnico especialista em nutrição animal é crucial para determinar a quantidade ideal, considerando fatores como peso, idade, produção esperada e condições ambientais.

Investir na nutrição adequada é um passo fundamental para o sucesso na pecuária. A utilização de gordura protegida na nutrição dos bovinos não apenas otimiza o desempenho produtivo, mas também contribui para o bem-estar animal e a sustentabilidade da atividade.

Ficou curioso e quer aprender mais sobre pecuária?
Leia mais em: https://esteiogestao.com.br/blog/

Use um sistema que te permite acessar as informações a qualquer momento e em qualquer lugar.

Você é produtor e quer gerenciar o seu negócio de forma prática e rápida? Conheça as nossas soluções agropecuárias em: https://esteiogestao.com.br/produtos-e-servicos/

Autor:

Eduarda - Autora do conteúdo Controle estratégico de carrapatos

Eduarda Viana – @dicasdazootecnista

Nos acompanhe nas redes sociais e fique por dentro de todas as novidades.

Deixe um Comentário