Entenda como as pastagens de inverno podem aumentar a produção de leite do seu rebanho

Ter oferta de forragem durante todo o ano é o grande desafio dos sistemas de produção que utilizam as pastagens como principal fonte de volumoso para as vacas. Devido à sazonalidade da produção de forrageiras tropicais, no inverno o produtor precisa buscar alternativas para que não falte alimento para os animais, e uma dessas alternativas são as pastagens de inverno. As pastagens de inverno podem ajudar a manter o volume de leite produzido e baratear o custo com a alimentação, visto que fica mais caro comprar volumoso na época seca do ano.

Além disso, a qualidade nutricional das pastagens de inverno é superior às gramíneas tropicais, melhorando ainda mais a dieta dos animais.

Dentre as espécies mais utilizadas no inverno, destacam-se a aveia preta, aveia branca e o azevém.

pastagem de aveia

Manejo das pastagens de inverno

Por serem mais exigentes em fertilidade do que as gramíneas tropicais, o manejo do solo é fundamental para que essas gramíneas temperadas possam se estabelecer. Elas também necessitam de umidade no solo, portanto, se adaptam melhor às regiões que possuem o inverno chuvoso, como o Sul do país, ou então propriedades localizadas nas regiões sudeste e centro-oeste que possuam sistemas de irrigação, pois o inverno é bem seco nessas duas regiões.

As pastagens de inverno também são muito utilizadas na forma de sobressemeadura, que é uma técnica que permite estabelecer uma cultura em um local onde já exista outra cultura instalada. Ou seja, é feita a semeadura das espécies de inverno sobre uma área de forrageiras tropicais, que no período de abril a setembro já não respondem tanto à umidade e temperatura e desta forma não competem com as forrageiras de inverno, permitindo o seu desenvolvimento e estabelecimento na área.

Vale lembrar que nas regiões norte e nordeste o uso de pastagens de inverno não surte muito efeito, visto que as temperaturas nessas regiões são mais altas, e com irrigação as gramíneas tropicais iriam continuar produzindo, não dando espaço para as forrageiras de inverno se estabelecerem.

Vantagens da sobressemeadura

Podemos citar como vantagens de se fazer a sobressemeadura:

-Maior produção de matéria seca no período mais seco e frio do ano;

-Melhora na qualidade nutricional da dieta;

-Redução no uso de alimentos conservados como silagens;

-Redução no uso de concentrados;

-Maior controle de plantas invasoras;

-Maior resistência a pragas e doenças;

-Menor erosão do solo;

-Redução da sazonalidade de produção;

-Redução do custo da dieta.

 

Não se pode esquecer dos cuidados e manejo que se deve ter ao realizar a sobressemeadura. A escolha da espécie forrageira é fundamental, bem como o uso de sementes de qualidade. Da mesma forma, a época de semeadura também está relacionada ao sucesso da implantação da pastagem de inverno, juntamente com a correção da fertilidade do solo.

As forrageiras de inverno podem ser utilizadas tanto para pastejo, quanto para o fornecimento no cocho, na forma de capim picado para complementar a dieta.

Antes de optar pela implantação das pastagens de inverno, o produtor precisa analisar as condições climáticas da sua propriedade, fazer o planejamento cuidadosamente,  escolher bem a espécie que será implantada e realizar os manejos necessários para que a implantação seja um sucesso.

 

 

 

 

 

 

Ficou curioso e quer aprender mais sobre pecuária?
Leia mais em: https://esteiogestao.com.br/blog/

Use um sistema que te permite acessar as informações a qualquer momento e em qualquer lugar.

Você é produtor e quer gerenciar o seu negócio de forma prática e rápida? Conheça as nossas soluções agropecuárias em: https://esteiogestao.com.br/produtos-e-servicos/

Autor:

Eduarda - Autora do conteúdo Controle estratégico de carrapatos

Eduarda Viana

Zootecnista, criadora do perfil @dicasdazootecnista no Instagram.

Nos acompanhe nas redes sociais e fique por dentro de todas as novidades.

Deixe um Comentário